stabburgueiros.jpg

est-est | 
estúdio-estórias

                       estúdio-estórias (est-est) dá continuidade ao trabalho iniciado pelo atelier urban nomads (a-un), criado em 2011 por Luísa Alpalhão, arquitecta, cujos projectos tinham um carácter participativo, mas normalmente urbano. A maioria dos projectos desenvolvidos pelo atelier entre 2011 e 2019 procuraram dar origem a novos espaços físicos, colectivos e de intercâmbio cultural, em partes da cidade abandonadas ou negligenciadas. Através do a-un, Luísa Alpalhão desenvolveu projectos participativos no, e sobre o, Japão: table for 100’s, e shadows on stilts, conspiração dos espelhos, com a Embaixada do Japão; em Londres: population flow, 30 days of storytelling; em Lisboa: passeio fotográfico, com a Ordem dos Arquitectos, alfacinhas, com o Centro das Artes Culinárias, estórias andantes, com o Museu da Marioneta, chilreios urbanos, com o Teatro Maria Matos, A Linha e Jogos de Rua, com o programa BipZip, da Câmara Municipal de Lisboa; em Guimarães, beleza atípica, com o CAAA; em Beja, outros espaços, com a Câmara Municipal de Beja; e na Noruega, stabburgueiros, com Leveld Kunstnartun.

                       est-est surge em resposta à experiência adquirida durante os anos activos do atelier urban nomads, à prática académica como professora universitária e também como coordenadora de projectos educativos para crianças de idades compreendidas entre os 3-18, em conjugação com reflexões sobre processos participativos feitas ao longo da investigação de doutoramento na Bartlett School of Architecture, University College of London. 

                       est-est é uma plataforma criativa, transdisciplinar, com um trabalho essencialmente prático, com enfoque na importância de criar, adaptar, re-apropriar narrativas em torno de cada projecto. Narrativas essas que cruzam imaginação e criatividade com factos reais dando origem a novas estórias em torno de objectos, eventos, locais ou novos espaços, urbanos, mas também rurais, de longa ou curta duração. Os projectos e actividades do estúdio-estórias são particularmente direccionados a crianças, jovens e idosos.  À semelhança do trabalho desenvolvido pelo atelier urban nomads, os projectos têm uma preocupação em re-utilizar, transformar, reciclar materiais de forma a minimizar o impacto ambiental dos mesmos e, simultaneamente, perpetuar a vida do que, de outra forma, seria desperdício. Procuramos também criar projectos e produtos únicos em resposta à especificidade dos diferentes locais e utilizadores. 

                       est-est conta com a colaboração de James Bates, mestre de construção.